image1 image2 image3

ALL THE WORLD|WELCOME

De vestido Moschino e prémio na mão

Na passado dia 9 de novembro, a revista Glamour entregou o prémio Glamour Women of the Year Awards 2015 a Caitlyn Jenner.
Poupando as palavras quanto à história de vida daquele que depois se se sagrar campeão de atletismo, passa por um reality show e acaba capa de revista depois de assumir a sua verdadeira identidade de género, chegamos à conclusão que este indivíduo é, legalmente, do sexo feminino.
Durante muito tempo foi usado o termo sexo como género e vice versa, hoje entende-se sexo como a aparência física e género como identidade. Não questionando a veracidade das suas intenções ao mudar de sexo, pergunto-me apenas se realmente está aqui um motivo de prémio? Bom, é sabido que vem de uma revista cor de rosa e que o dinheiro move o mundo e tudo o que traz dinheiro influência. Mas não teria sido de premiar alguém que realmente tenha lutado para conquistar algo? Dos poucos episódios que vi do novo reality show que se criou à volta deste individuo, percebi que aquilo que se insurgia da sua mudança foi o numero de malas Versace que recebeu, os vestidos que comprou e a viagem de autocarro que fez com outras quantas transexuais. E agora pergunto a mim e todos vós: a questão dos transexuais prende-se com as futilidades daquilo que advém das mudanças de sexo? Bem, se há quem premeie isso, talvez a resposta seja sim.
Discordando totalmente, a mudança de sexo envolve, antes de mais, um processo psicológico que deve estar longe de ser sequer imaginado pelo comum dos mortais que julgam, julgam e julgam estas pessoas. Para alem deste processo, que considero de grande violência e impacto, estão questões monetárias que obrigam algumas pessoas a prostituírem-se e caso não acreditem, pesquisem. Se isto não é uma luta, então a da Caitlyn não é de certeza.
Não desprezo a coragem dela, nem por aquilo que passou, no entanto, só lhe deram aquilo que ela ainda não tinha, para além do dinheiro, mediatismo e vida de luxo: um prémio.

Share this:

CONVERSATION

0 comentários:

Enviar um comentário